Alois Alzheimer

A Mais Completa Biografia Ilustrada de Alois Alzheimer

O Portal de Conteúdo Sobre Alzheimer na Web Mundial

Anamnese e Exame Físico

 Anamnese / Entrevista 

 

Anamnese de August Deter feita pelo Dr.Alzheimer - Original

 

Além das perguntas clássicas, o médico irá investigar alguns pontos específicos. A primeira visita ao médico deve ser preparada pelo familiar responsável, que, de posse de determinadas informações, poderá otimizar a entrevista. 

É importante que os familiares descrevam:

Memória 

O paciente está com dificuldades nessa área?

Encontra desculpas poucos razoáveis para os problemas que vêm enfrentando com a memória?

Comportamento

O paciente tem explosões de raiva sem motivo relevante?

Observam-se mudanças bruscas de comportamento?

Tem estado deprimido? Desinteressado? Agressivo?

Houve mudança marcante na personalidade prévia?

Age antissocialmente?

Apresenta comportamento sexual inadequado?

Sente-se perseguido? Roubado? Tem visões? Ouve vozes?

Comunicação e autonomia

Tem dificuldade para encontrar palavras?

Apresenta problemas nas tarefas cotidianas? Recados telefônicos, vestir-se, controle do saldo bancário e banhar-se?

Orientação

Apresenta dificuldades na orientação temporoespacial?

Confunde dias e horários?

Já se perdeu?

Parece não saber onde está?

Hábitos

Hábitos que o paciente mantém ou manteve: álcool, fumo, drogas ilícitas, contato profissional com tóxicos, padrão de sono, promiscuidade sexual etc.

Um dado comumente observado durante a anamnese é o chamado “sinal de virar a cabeça”.

Curiosidade:

Quando perguntados, por exemplo, quantos filhos têm, os pacientes com DA, muitas vezes, automaticamente , viram a cabeça em direção ao acompanhante e lhes dirigem a mesma pergunta.

 

Exame Físico

 

Após a anamnese detalhada, o paciente deverá ser submetido ao exame físico tradicional, com ênfase no sistema neurológico, que pode não apresentar alterações na fase inicial.

À medida que a doença evolui, alguns sinais costumam estar presentes, como alterações dos reflexos, sinais extrapiramidais que afetam aproximadamente 35% dos pacientes (desses sinais, a bradicinesia e a rigidez são os mais comuns), sinal de Babinsk positivo, mioclonias em 7% e 10% dos casos e estereotipias motoras.

Com as informações obtidas na anamnese e no exame físico, complementado com escores evidentes obtidos a partir dos testes de avaliação cognitiva, especialmente o Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e a escala de Blessed, o diagnóstico poderá ser razoavelmente suspeitado ou afastado.

Escores fronteiriços necessitam de avaliação mais específica. Nesses casos, pode-se complementar o estudo com testes específicos, como: escala de deterioração global, escala de ansiedade, escalas de depressão; Hamilton, Geriátrica etc.

A aplicação de testes e escalas é especialmente valiosa no diagnóstico diferencial de duas condições: depressão e demência por múltiplos infartos cerebrais.

De acordo com o próprio autor da escala isquêmica de Hachinski, atualmente sua utilidade limita-se aos serviços onde os métodos de imagem não são disponíveis.

As diferenças nas apresentações clínicas da doença de Alzheimer e da depressão são discutidas mais detalhadamente na seção “Diagnóstico Diferencial”.

 

Veja também:

Diagnóstico Diferencial

Sintomas e Evolução

Exames Laboratoriais

Avaliação Morfofuncional

Avaliação Cognitiva

Critério diagnóstico

Estadiamento

Avaliação Funcional

Referências Bibliográficas